/Notícias

Pix – uma nova forma de receber e enviar dinheiro

28/08/2020 02:52

Imagem interna

O Banco Central anunciou que a partir do dia 16 de novembro um novo meio de pagamento instantâneo estará disponível para vários clientes de diversas instituições financeiras: o Pix. Esse novo método irá possibilitar transferências e pagamentos em tempo real, de forma totalmente digital e gratuita para pessoa física.  

O que é o Pix? 

O Pix é um novo meio de pagamento que facilitará a transferência de dinheiro entre pessoas, pagamento de contas e até o recolhimento de impostos e taxas de serviço, entre outros serviços. 

A diferença desta transação para outros meios de pagamento já existentes é a rapidez e a disponibilidade: não haverá restrições de dias para realizar tais serviços e nem mesmo valores limites (como existem por meio de TED ou DOC). Com o Pix tudo poderá ser feito 24 horas por dia, sete dias por semana (incluindo até feriados nacionais) e de forma gratuita. 

Vale lembrar que uma característica do Pix é integrar todo sistema bancário, por isso, essas transações poderão acontecer entre instituições diferentes, independente do horário bancário – e também sem tarifas, diferente de TED e DOC.

O Pix ainda não está em operação no Brasil: a partir do dia 16 de novembro, todas as pessoas que já tiverem cadastrado uma chave do Pix vão poder realizar transações. Antes disso, a partir do dia 5 de outubro, será possível adicionar sua chave na instituição financeira de sua preferência. 

O que é uma chave Pix?

Chave Pix é basicamente o ‘’apelido’’ utilizado para identificar o endereço da sua conta. Será possível adicionar vários tipos de chave, como: CPF ou Cnpj, e-mail, número de telefone celular e também chaves aleatórias.  

Ou seja, ao invés de você passar todos os seus dados como: número de agência, conta, CPF, nome completo, basta apenas uma informação para conseguir realizar uma transação dentro do app. 

Será possível registrar mais de um e-mail ou número de telefone dentro de uma mesma conta. Para pessoas físicas será liberado até cinco chaves, para pessoas jurídas até 20.  

Pode parecer estranho, mas adicionar todas as suas chaves dentro de uma mesma conta é uma maneira de controlar qual informação você compartilhará com cada pessoa ou um estabelecimento específico, gerenciando melhor seus dados pessoais. 

Para conseguir utilizar o Pix da melhor forma possível, a recomendação das instituições financeiras é adicionar suas chaves a partir do dia 5 de outubro nos aplicativos, assim quando o serviço estiver disponível, você poderá utilizar com mais facilidade.  

Como funcionará o pagamento instantâneo?

O nome deixa tudo bem intuitivo, um pagamento instantâneo é aquele que cai imediatamente (ou quase) na conta do recebedor. Segundo o Banco Central, um Pix levará até 10 segundos para ser efetuado (mesmo padrão utilizado na União Europeia).  

Será possível realizar esse serviço de três formas diferentes:

Qr Code: Ao se integrarem ao Pix, os aplicativos de instituições financeiras oferecerão a opção de escanear QR Codes – uma imagem que funciona como uma espécie de código de barras. Para fazer um pagamento dessa forma, bastará abrir o app, selecionar a opção de pagamento e apontar a câmera para o código.

Chave Pix: As chaves Pix são, de forma resumida, uma informação do cliente – o Banco Central as define como “apelidos” que identificam uma conta.

Dados da conta: Caso você queira receber um valor em uma conta sem chave registrada, deverá informar os dados (como número da conta, agência, CPF…) para a outra pessoa – bem parecido com o modelo que já existe hoje. 

O Pix é seguro?

As transações realizadas via Pix terão as mesmas medidas de segurança já adotadas nas transações via TED e DOC – como forma de autenticação e criptografia.

Em relação as informações pessoais do usuário, o Banco Central garante que todas elas são protegidas pelo sigilo bancário estabelecido na Lei Complementar número 105, e também pela Lei Geral de Proteção de Dados que entrará em vigor em breve. 

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos termos de uso e política de privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente destas condições.

;