Planeje seu futuro

Por que é necessário?

A resposta é simples: para manter o seu padrão de vida e realizar os seus sonhos quando parar de trabalhar. Vamos entender isso um pouco melhor?

A previdência básica (INSS) e o Regime Próprio (SPPREV) pagam uma renda máxima de R$ 6.101,06 (teto em 2020) por mês. Isso significa que se a sua renda mensal é superior a este valor, você só conseguirá manter o seu padrão de vida atual e realizar os seus projetos ao se aposentar se tiver um plano de previdência complementar.



Quando devo começar?

O ideal é poupar para a aposentadoria quando começamos a trabalhar. Isso porque quanto mais cedo investimos, menor será o aporte necessário para conseguir concretizar o nosso projeto de vida no período de aposentadoria. Se este não é o seu caso, não se desespere, nunca é tarde para começar, só é preciso planejamento. Aportes iniciais e contribuições mais elevadas podem compensar o atraso. Lembre-se sempre, se não poupar em previdência complementar, terá a sua aposentadoria limitada ao teto da previdência básica. 



Como definir o meu projeto de vida?

Todos somos movidos por nossos sonhos e projetos. Eles nos motivam e nos dão esperança. Conseguimos concretizar alguns ao longo da nossa vida de trabalho e esperamos concretizar outros no momento da aposentadoria.

Já vimos que as pessoas estão vivendo mais e melhor. Cabe a cada um de nós definir o estilo de vida que queremos ter nos anos que vamos viver aposentados. Siga o nosso roteiro em direção à realização do seu projeto de vida.

1) Até quando quero trabalhar?

No Brasil é possível se aposentar por idade ou tempo de contribuição. A idade prevista para a aposentadoria pelo Regime Geral da Previdência Social (RGPS) depende da sua categoria. Por exemplo, para o trabalhador urbano é a partir de 65 anos para homens e de 60 para mulheres. É preciso analisar o seu perfil e definir uma idade mesmo que seja uma hipótese.

2) O que vou fazer depois que me aposentar?

É preciso definir como você quer viver e quais projetos de vida você pretende realizar. Quer manter o padrão de vida atual e ter tempo para a família? Faz planos de realizar uma viagem longa a cada dois anos? Pretende fazer um curso e se dedicar a uma nova profissão? Enfim, é preciso delimitar um objetivo da forma mais detalhada possível, mesmo que ele mude com o passar dos anos. Não se esqueça de colocá-lo no papel.

3) Quanto vou receber da previdência básica?

O sistema de Previdência Social, tanto o Regime Geral como o Regime Próprio (para servidores em exercício a partir de 21/01/13, veja as datas completas aqui) paga no máximo R$ 5.839,45 por mês, dependendo, entre outros, do seu último salário e do tempo de contribuição.

4) De quanto dinheiro vou precisar para completar o que preciso?

Tendo claro o objetivo que você quer alcançar e o montante que você receberá da previdência básica, agora é preciso definir qual será o investimento para a realização deste objetivo.

Veja os exemplos:

  • Você quer manter o seu padrão de vida atual.

  • Para calcular as suas despesas na aposentadoria é preciso ter em mente que algumas despesas aumentam e outras diminuem. Aumentam: assistência médica, lazer, benefícios que eram concedidos pela empresa, entre outros. Diminuem: filhos, casa, plano de previdência, transporte e roupas. Estudos em diferentes países mostram que, na média, as pessoas gastam na aposentadoria 80% do seu último salário.

  • Assim, se o seu último salário for de R$ 8 mil, você precisará de R$ 6.400 mensais (80%) para manter o seu padrão de vida. Considerando que receberá R$ 5.839,45 da previdência básica, vão faltar R$ 560,55 por mês. Se imaginar que vai se aposentar com 60 anos e viverá até os 80 anos (20 anos), precisará de R$ 134.544,00 (juros zero) para complementar a renda e manter o seu padrão de vida atual.

  • Para chegar a este valor, basta multiplicar o valor de R$ 560,55 por mês por 12 para chegar ao valor anual de R$ 6.726,60 e multiplicá-lo por 20 (nº de anos que você pretende utilizar o dinheiro).

5) Consigo em quanto tempo?

Agora que você já sabe quanto custa o seu projeto de vida na aposentadoria, é preciso calcular quanto tempo você tem para conseguir acumular este capital. Esta conta é bem simples:

Idade prevista pra aposentadoria

60 anos

- Idade atual

35 anos

Resultado

30 anos para poupar e investir.


6) E como faço?

A melhor forma é fazer o dinheiro trabalhar para você. Faça uma poupança mensal durante os anos de trabalho que tem pela frente e invista em um plano que gere rendimentos. Há diversas opções (poupança, CDB, títulos do tesouro, previdência complementar, etc.) mas a mais segura e rentável para o servidor público do Estado de São Paulo é fazer um plano de previdência complementar na Prevcom.


7) Batendo as minhas metas

Para ter sucesso é fundamental estabelecer etapas intermediárias ou metas, úteis para verificar o percurso já caminhado e, se necessário, reavaliar e direcionar melhor o seu investimento. Como a realização do projeto de vida pode levar um tempo longo, é muito importante que você comemore as metas alcançadas para não desanimar ou desviar-se do foco. Pode, por exemplo, estabelecer que, a cada R$ 25 mil poupados, poderá fazer uma viagem curta com a família.

Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos termos de uso e política de privacidade. Ao continuar navegando, você declara estar ciente destas condições.

;